INOVAÇÃO: Do Caos á solução. Será?

Quando falamos em transito sempre pensamos em como este problema poderá ser resolvido, problema este que não esta apenas em São Paulo mas também em todo o mundo.
Um cientista da década de 40 chamado Genrich Altshuller publicou um estudo com 40 princípios de invenção, e um desses pra se mais exata o 13º é o da inversão: Ou seja, ao invés de fazer uma ação que por lógica resolveria o problema, faria a ação contrária.
Mas o que isso tem a ver com o transito?
Muito! Porque em algumas cidades como Londres, Oslo, Barcelona, Paris, Bogotá adotaram essa medida para resolver o problema do transito.A principio eliminaram varias vagas de estacionamento, fecharam ruas, criaram faixas exclusivas para ônibus, táxis e bicicletas, tornando impossivel o trafego de veiculos na cidade, e o que era algo organizado acabou se transformando num inferno. Mas o mais interessante nisso tudo foi implementar a bicicleta como transporte público.
A prefeitura de Paris recrutou 20 mil bicicletas para o transporte e o pessoal interessado pode alugar uma bicicleta por dia, semana e até por mês.
Não sabemos ao certo se essas medidas resolveria nosso problema, no transito mas com certeza é uma idéia bastante original.....

Quer saber mais veja: http://blog.institutoinovacao.com.br/2008/12/

Alessandra Silva

8 comentários:

  Blog do Zé Paulo

31 de outubro de 2009 07:58

Interessante esse princípio da inversão. Certamente o que veríamos como um regresso pode se tornar uma poderosa inovação na cidade. Deixá-la sem carros nas ruas, só ônibus, bicicleta e outros transportes coletivos? Imaginem...

O blog está evoluindo muito, achei muito bom, mas um pouco vermelho demais, demorei um pouco pra me acostumar com a cor.

Parabéns

  Danielle Silva

4 de novembro de 2009 07:54

Zé realmente seria uma inovação fantástica, ajudaria em diversos fatores, mas o unico problema seria reeducar as pessoas com este novo hábito.

Infelizmente muitos ainda não tem ideia de que para vivermos em um mundo mais saudavel é preciso abrir mão de luxos e passar a ser mais economicos, e isso vai ser uma tarefa bem dificil, mas quem um dia a gente chega lá.

Obrigada pelo elogio e sugestão Zé.

Até...

  Denis

4 de novembro de 2009 18:14

Meninas como faço para seguir vcs ?

  Denise

6 de novembro de 2009 18:42

Muito carro pra pouco asfalto....

mas o metrô está expandindo,eu ADORO!!e não existe lei seca ...rs!!

  Beth Godoy

7 de novembro de 2009 05:36

A idéia é interessante, mas São Paulo é só ladeira, todo mundo vai ficar com as pernas bem forte e suado na hora de chegar no trabalho. As empresa vão ter que arrumar um chuveiro e os franceses vão vender muito perfume.

  Danielle Silva

9 de novembro de 2009 03:38

Obrigado á todos que postaram.

Denise eu sei o quanto você adoraaa um metro, e concordo que podemos transitar sem ser parados ou multados pela quantidade de alcoól consumido.. rs

Beth, o lado positivo é que teremos melhor qualidade de vida e a maioria fará exercicio fisico, evitando futuros problemas. E é claro que o cheiro não seria dos melhores, mas todo brasileira sabe dar um "jeitinho" nas coisas.

  cristina leiko

11 de novembro de 2009 12:41

Bem oportuno falar do apagão e o que ele provocou no trânsito.
Um verdadeiro caos para variar. rsrsrs!
É quem será que dormiu na rua?
Gente! a solução tá bem perto do nariz!
o Japão que é bem menor que o Brasil, alíás nem se compara.
Lá as pessoas usam a bicicleta como meio de
transporte e é perfeitamente compatível com
os demais meios de locomoção.
Além de ser rápido, prático, barato, ecologicamente correto, funciona muito bem.
Bom, acho que algum dia! vamos acordar!

  ONG ALERTA

15 de novembro de 2009 15:04

precisamos ter engenheiros responsaveis pelo nosso trânsito para fazer prevenção...pensar antes de acontecer, buscar solução e aplicar.

Postar um comentário